nossas notícias

Trabalho sobre nanotecnologia é aplaudido em “Encontro de Física do ITA”
Trabalho sobre nanotecnologia é aplaudido em “Encontro de Física do ITA”

O curso de Engenharia Civil do UniSALESIANO foi representado no 12º Encontro de Física do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) pelos alunos Ródney Silvério Costa Júnior, de 22 anos, do 7º termo, e Rodrigo Andraus Bispo, 21, do 9º termo.

 

A dupla apresentou o trabalho “Modelagem Tridimensional de Nanotubos de Carbono e sua Caracterização quanto à Geometria Molecular” no evento realizado em São José dos Campos, entre os dias 2 e 6 de julho.

 

“Apresentamos o estudo que consiste no pontapé inicial da nossa pesquisa na área de nanotecnologia, em parceria com o Instituto Federal de São Paulo, de Birigui, e o professor Alan Vitor Ribeiro, coordenador do Laboratório Life Nano”, disse Costa Júnior, ao frisar que o assunto foi aplaudido por físicos renomados.

 

São três os objetivos do trabalho: modelar estruturas tridimensionais de cadeia carbônica em ácido poliático e caracterizar quanto à geometria molecular; aprofundar, incrementar e ampliar o estudo de compostos nanométricos no contexto dos cursos de engenharia do UniSALESIANO, principalmente na Engenharia Civil; e fomentar a inclusão de novas metodologias de ensino criativo que contribuam para educação e popularização da ciência e tecnologia.

 

Este último objetivo é aplicado há algum tempo na Escola Estadual Professora Licolina Villela Reis Alves, por meio de uma extensão universitária coordenada pelo professor de Engenharia do UnISALESIANO, Edval Rodrigues de Viveiros. O docente é parceiro da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) e do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) para fomento e inclusão das metodologias ativas (Problem Based Learning e Team Based Learning).

 

“Passamos a atuar nessa escola junto com o professor Edval com o intuito de introduzir as metodologias ativas junto aos alunos do 9º ano do Ensino Fundamental. Eles, então, realizam atividades voltadas à robótica, realidade virtual e nanotecnologia. E nós inserimos nesse trabalho a estrutura de nanotubo de carbono, impressa em 3D”, comentou o aluno.

 

Em relação ao trabalho apresentado no ITA, os envolvidos concluíram que estratégias multissensoriais, como a modelagem tridimensional das estruturas, auxiliam no ensino e pesquisa da Física. “É necessário que conteúdos relacionados com nanotecnologia sejam incorporados aos currículos e ementas dos cursos de Engenharia. ”

 

Por outro lado, o estudo mostra ser fundamental que tais conhecimentos físicos sejam incorporados à educação formal e não formal, tanto no Ensino Fundamental quanto no Ensino Médio. “Figurando como alternativa viável, principalmente utilizando-se estratégias como metodologias ativas e aprendizagem criativa. ”

 

Para o professor Viveiros, a participação dos alunos no Encontro de Física do ITA colabora para o enriquecimento de currículo e chances de mestrado dentro do Instituto. “Esse assunto é algo que temos trabalhado há alguns anos no UniSALESIANO e está aberto ao interesse de todos”, concluiu.

 

 

Fonte: Comunicação e Marketing - UniSALESIANO