nossas notícias

Atleta da Seleção Brasileira de Remo é fruto da Católica
Vangelys Reinke é mais um exemplo de como uma bolsa de estudo pode transformar histórias

Mais um exemplo de como uma bolsa de estudo pode transformar histórias. O atleta capixaba Vangelys Reinke, que hoje atua na equipe de remo do Flamengo e na Seleção Brasileira, ingressou no curso de Educação Física da Católica de Vitória em 2008. Morador de Flexal II, em Cariacica, ele conquistou a vaga por meio do programa Nossa Bolsa.

 

Durante o curso, Vangelys encontrou a infraestrutura necessária para perseverar no esporte que já praticava e também para evoluir como educador físico.  Na Católica, teve todo o apoio do corpo docente com o auxílio necessário para sua formação. “Trago comigo toda essa bagagem para o resto da vida, pois foram meus professores e hoje são colegas de profissão”, conta.

 

Vangelys disse ainda que a formação adquirida na Católica foi fundamental para o seu desenvolvimento inicial na profissão. “Agregou muito no meu trabalho, porque consegui vislumbrar um leque de oportunidades e formou minha visão sobre a sociedade, sobre como a educação física deve transparecer para os alunos, como foco na qualidade de vida”, disse.

 

Ainda durante a formação, o atleta se envolveu com vários projetos sociais do Centro Universitário. Trabalhou como voluntário do Cesam, entidade sem fins lucrativos que atende jovens em situação de risco social, nas colônias de férias e, assim que se formou, ajudou a implantar um projeto de acessibilidade ao remo em parceria com o clube Alvares Cabral.

 

Hoje, Vangelys Reinke é um atleta de ponta e um dos favoritos na sua categoria. Ele vai disputar o Pan-Americano na prova quatro sem peso leve, no Peru. Sua história com o Clube de Regatas Flamengo começou em 2012, entre idas e vindas. Em 2016 voltou para o Espírito Santo e atuava no Alvares Cabral, até que em 2017 ele decidiu que queria ter uma oportunidade de competir internacionalmente e retornou ao Flamengo em busca de um treino mais consistente. Ano passado, foi campeão brasileiro e conquistou um título inédito para a seleção.

 

A carreira na Educação Física persiste, ele ainda dá aulas em projeto da Marinha do Brasil para crianças carentes da Ilha do Governador, no Rio de Janeiro. Tudo isso, fruto do legado da Católica de Vitória.

 

Fonte: Centro Universitário Católica de Vitória