nossas notícias

Alunos do curso de Direito de Araçatuba realizam Júri Simulado no Tribunal de Justiça de SP
Convite feito ao UniSALESIANO se deve ao bom desempenho dos alunos nas visitas anuais

Alunos do curso de Direito do UniSALESIANO realizaram um Júri Simulado nas dependências do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo), no último dia 4, em São Paulo.

A atividade contou com a participação de 34 acadêmicos de vários termos, que foram acompanhados das professoras Cibele Rodrigues e Valéria Cristina de Oliveira.

O curso de Direito do UniSALESIANO é o único do Noroeste Paulista a promover Júri Simulado dentro do TJ-SP. O convite partiu do Tribunal, no ano passado, por conta do bom desempenho dos alunos durante as visitas monitoradas que são realizadas anualmente pela Instituição.

“As visitas monitoradas são requisitos do UniSALESIANO e também do Ministério da Educação. Então, todas as turmas do Direito têm que cumprir esses requisitos. Em decorrência disso, o TJ-SP estendeu o convite para a realização do Júri Simulado em suas dependências”, explicou a Cibele, que coordena o Núcleo de Prática Jurídica do UniSALESIANO.

No júri da semana passada, todos os envolvidos são do curso de Direito: o juiz, representado pelo magistrado e docente Heverton Rodrigues Goulart, promotor de Justiça, advogados, policiais militares e o réu.

De acordo com Cibele, o julgamento simulado foi de um caso real, envolvendo um acusado de homicídio. “Diante das provas e argumentos utilizados pela defesa e acusação, os jurados resolveram classificar como lesão corporal, sem intenção de matar”, disse.

A avaliação desse júri simulado pelas docentes e pelo coordenador do curso de Direito, Profº Helton Simoncelli, foi extremamente satisfatória. “Os nossos alunos se dedicam durante o tempo de preparação e ensaio do processo e se mostram profissionais reais durante a prática. Se empolgam, comemoram a performance. Sem contar o prestígio de estar dentro de um lugar histórico como o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo”, comentou o coordenador.

INTENSIDADE

A aluna do 8º termo, Driélli Berton, de 25 anos, atuou como advogada de defesa no processo simulado e afirmou ter sentido a intensidade do momento por estar dentro do TJ-SP. “Nos dedicamos muito e abraçamos a causa do processo como se fosse nossa. Só tenho que agradecer a experiência, pois agregou muito aos alunos”, disse.

Ícaro Castilho Silveira, 21, também do 8º termo e com atuação de advogado, lembrou que poucos alunos têm essa chance. “Foi muito gratificante. Todos desempenharam com louvor essa missão. Representamos também o nome do UniSALESIANO”, contou.

No papel de Promotora de Justiça esteve a aluna Bruna Eduarda da Silva e Silva, 21, do 8º termo. Ela conta que sua participação ajudou no crescimento pessoal, acadêmico e profissional. “Sou estagiária do Ministério Público e pretendo ser membro dessa grandiosa Instituição, futuramente, na condição de Promotora de Justiça. Participar do Júri Simulado foi uma honra, um sonho realizado”, comentou.

Ser Promotora de Justiça também é o sonho da aluna Ana Caroline Coppi Limeira, 21, do 8º termo. Ela atuou nesse papel, junto com Bruna, e disse ter ficado honrada com o convite. “Todos os alunos se saíram muito bem. Me arrepiei inteira enquanto estava atuando, parecia realmente que eu já era uma promotora”, concluiu.