nossas notícias

70 anos da presença Salesiana: evento comemorativo é marcado por saudades e emoção
Diretor Geral do Colégio Salesiano e Reitor do UniSALESIANO, Pe. Luigi Favero, reuniu ex-alunos e celebrou Missa Solene

Uma noite cheia de emoção e nostalgia marcou a comemoração dos 70 anos da presença Salesiana em Araçatuba e do Colégio Salesiano “Dom Luiz Lasagna”, realizada no dia 27 de outubro, nas dependências do colégio e em sua Capela.

 

O Diretor Geral do Colégio Salesiano e Reitor do UniSALESIANO, Pe. Luigi Favero, fez questão de acolher e receber os ex-alunos da Instituição de Ensino, localizada na rua Cussy de Almeida Júnior, por volta das 17h. O grupo pode acompanhar a história dos 70 anos da presença Salesiana no município por meio de um informativo, cujo conteúdo foi explanado por Pe. Luigi.

 

Quem também esteve presente no evento foi o Prof. Giovanni Baldan, antigo diretor do Colégio, hoje com 83 anos. Ele lembrou com saudades da época em que esteve à frente da unidade e também de sua participação nas partidas de futebol. Ele era conhecido como o padre das embaixadinhas.

 

Após a reunião, foi realizada a Missa Solene em honra de Nossa Senhora Aparecida, na Capela do Colégio Salesiano, presidida pelo Pe. Luigi Favero. Ele esteve acompanhado dos padres salesianos: Pe. Waldomiro Bronakowski, Pró-Reitor de Pastoral Universitária; Pe. Marcelo Fugimura, Diretor do Colégio Salesiano Dom Bosco, de Campo Grande; Pe. Ademir Lima de Oliveira, Diretor do Curatorium do Pós-noviciado da Inspetoria de Campo Grande; Pe. Delmiro Vieira do Nascimento, da Paróquia São Francisco e Santa Clara, de Araçatuba; Pe. Isair Cecoti, Diretor administrativo do Colégio Salesiano de Araçatuba e Pe. Guillermo Morales Velazquez, responsável pela equipe de colaboradores da Pastoral Universitária de Araçatuba; além do Irmão Rafael Stivanelli, Diretor do Colégio Salesiano Dom Bosco, de Três Lagoas.

 

Pe. Luigi definiu a noite de celebração dos 70 anos da presença Salesiana em Araçatuba e de Nossa Senhora Aparecida como um momento bonito. Ele citou, de forma objetiva, a vinda de Dom Luiz Lasagana (que dá nome ao Colégio Salesiano de Araçatuba) para o Brasil, seus feitos e sua morte repentina provocada por um acidente ferroviário, em Minas Gerais, em 1895. Um quadro com a imagem de Dom Luiz Lasagna foi colocado perto do altar durante a celebração.

 

Na homilia, após a leitura do Evangelho que tratou da passagem em que Jesus transformou água em vinho a pedido de sua mãe, Maria, Pe. Luigi afirmou que foi Ela a responsável por notar que o vinho estava acabando no casamento em Caná, na Galileia. Ou seja, a mãe foi ao encontro do filho para avisar, assim como Nossa Senhora foi ao encontro dos três pescadores no rio Paraíba, 1717.  “Será que também hoje Nossa Senhora Aparecida vem ao nosso encontro?”, questionou o padre. Segundo ele, Nossa Senhora sempre vem ao nosso encontro e diz aos filhos para não terem medo. “Muitas pessoas têm uma história de um encontro com Nossa Senhora. Eu tenho também”, afirmou.

 

SEMENTE

 

Sobre os 70 anos da presença Salesiana em Araçatuba, Pe. Luigi lembrou de quando, no local onde existe o prédio do colégio e a Capela, tudo era pasto, e da chegada do Pe. Pedro Cometti na cidade, que foi acolhido pelo Monsenhor Victor Ribeiro Mazzei, no dia 12 de dezembro de 1949. “Três meses depois de sua chegada, o colégio começou a funcionar com 80 alunos. A história começou com uma semente pequena e chegou a esse grande prédio, que levou dez anos para ser acabado e é um dos mais bonitos de Araçatuba”, contou.

 

Pe. Luigi aproveitou o momento para convidar dois ex-alunos do Colégio Salesiano, que fizeram parte da 1ª turma, para dar seus depoimentos: o professor universitário, Dr. Henrique Pedroso Mazzei, e o advogado e professor de Direito, Dr. Habib Nadra Ghaname. Eles disseram se orgulhar de ter estudado em um colégio salesiano por conta de seus ensinamentos e ideais.

 

A vice-prefeita Edna Flor esteve presente e representou o prefeito de Araçatuba, Dilador Borges. Ela afirmou ter passado alguns anos dentro do Colégio atuando como professora de ensino religioso. “Vivi momentos de muita alegria”, completou.

 

Houve também a apresentação de uma peça teatral pelos alunos do 3º ano do Ensino Médio, que encenaram passagens da vida de Dom Bosco, fundador dos salesianos. O evento terminou com uma procissão em louvor à Nossa Senhora Aparecida, que contou com a participação da FAMA (Fanfarra Municipal de Araçatuba), seguida de sua coroação e queima de fogos.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação - UniSalesiano