nossas notícias

UNISAL na Comissão Especial de Ensino Jurídico da OAB
Foto: Divulgação

Marcelo Augusto Scudeler, diretor de operações das Unidades Americana e Piracicaba do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL), foi nomeado, em 16 de março, pela presidente da OAB/SP, Patrícia Vanzolini, membro da Comissão Especial de Ensino Jurídico da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado de São Paulo.

 

Em entrevista, o também professor dos cursos de Direito do UNISAL falou sobre sua nomeação e a importância do trabalho dessa Comissão no âmbito jurídico.

 

UNISAL News: Quais os principais objetivos dessa Comissão e como ela atua?

 

Marcelo: O objetivo da Comissão é discutir o ensino jurídico no Estado de São Paulo e no país. Ainda que a OAB não participe diretamente dos processos de reconhecimento e autorização de Cursos de Direito, o que é feito pelo MEC, a OAB tem papel consultivo nesses processos. O foco desta Comissão é acompanhar o ensino jurídico, zelando pela sua qualidade. Um dos exemplos deste acompanhamento é o Selo de Qualidade que a OAB concede aos melhores cursos de Direito do país. Essa Comissão participará das próximas escolhas, por exemplo.

 

UNISAL News: Como o trabalho dessa Comissão da OAB dialoga com o estudante de Direito, conscientizando para sua contribuição na construção de uma sociedade livre e justa?

 

Marcelo: A Comissão Estadual será um fórum permanente para a discussão do ensino jurídico no Estado e no país. Sem dúvida, essa discussão não é restrita apenas às coordenações e equipes docentes; os alunos são e devem ser ouvidos neste processo. O profissional do Direito é – e sempre será – um agente de transformação da sociedade e a OAB precisa ser protagonista no acompanhamento da formação dos alunos de Direito, para que sejam – parafraseando Dom Bosco – bons profissionais e honestos cidadãos.

 

UNISAL News: O seu reconhecimento como membro nomeado agora para a Comissão é motivo de orgulho para o UNISAL. Como tem trabalhado esse relacionamento com a Ordem e como entende que esse fator poderá ampliar a contribuição com a missão do UNISAL?

 

Marcelo: Tenho 20 anos de UNISAL e 20 anos em sala de aula nos Cursos de Direito de Americana e Campinas. Comecei como professor, trabalhei no Núcleo de Prática Jurídica e na coordenação do curso de Campinas; hoje estou na direção de Americana e continuo em sala de aula. Nesses anos todos, o ensino jurídico no UNISAL sempre foi uma missão; mas nem por isso deixou de olhar para o mercado de trabalho e um dos critérios de percepção de qualidade é o índice de aprovação no Exame da OAB. Sem a aprovação no Exame, o bacharel de Direito não pode iniciar sua vida profissional na advocacia. Os índices de aprovação do UNISAL são excelentes, tanto é assim que recebeu o selo de qualidade da OAB no início deste ano. Participar da Comissão de Ensino Jurídico da OAB/SP é ter a oportunidade de participar dos novos caminhos da formação jurídica no Brasil.

 

SOBRE MARCELO AUGUSTO SCUDELER

 

Marcelo possui graduação em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1996), mestrado em Direito pela Universidade Metodista de Piracicaba (2007) e é doutorando em Educação (área de Políticas Públicas) pela PUCCAMP. Atualmente é professor titular e diretor de operações do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (UNISAL), Unidade Americana. Foi coordenador de curso do Centro Universitário Salesiano de São Paulo (2011/2015). Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Civil e Direito Processual Civil, atuando principalmente nos temas de propriedade industrial, direito processual civil e direito civil, e na área educacional. (Informações coletadas do Lattes)

 

Fonte: unisal.br